Seja um voluntário

Programa Global de Pesquisa sobre Desigualdade (GRIP)

O Programa Global de Pesquisa sobre Desigualdade (GRIP) é um programa de pesquisa radicalmente interdisciplinar que vê a desigualdade como um desafio fundamental para o bem-estar humano e como um impedimento para alcançar as ambições da Agenda 2030.

Desde 1992, o Universidade de Bergen (UiB) colaborou com o International Science Council (ISC) para combater a pobreza na forma de um programa anterior denominado Programa de Pesquisa Comparativa sobre Pobreza. O programa se concentrou no trabalho colaborativo com redes de conhecimento, instituições e acadêmicos para promover a pesquisa e o intercâmbio de políticas relacionadas à pobreza.

Com base nesse legado, o Programa Global de Pesquisa sobre Desigualdade (GRIP) integra diferentes abordagens de pesquisa empírica e teórica, qualitativa e quantitativa, local e comparativa / global. Desenhado como um programa interdisciplinar com âncora nas ciências sociais, o GRIP envolve a saúde, os dados, as ciências naturais e outras, em processos co-desenhados de construção do conhecimento.


O ISC e GRIP

O GRIP foi estabelecido em 2019 como uma colaboração entre o UiB e o ISC para promover processos de criação conjunta de conhecimento para compreender as múltiplas dimensões das desigualdades crescentes. O GRIP é enquadrado pela visão “Fazendo a pesquisa sobre a desigualdade contar” e a missão “Conectando a pesquisa global e crítica sobre a desigualdade para uma transformação do nosso mundo”. O desenvolvimento do GRIP é dirigido pelo seu Conselho de Patrocinadores, que define o mandato e o enquadramento geral do GRIP. O Conselho de Patrocinadores inclui o Reitor da Universidade de Bergen e o Presidente do Conselho Internacional de Ciências.

“Um desafio importante para a ciência contemporânea é encontrar e identificar caminhos para a sustentabilidade global que possam reduzir a desigualdade e tirar as pessoas da pobreza. Alguns dos ganhos significativos obtidos na redução da pobreza estão agora sendo ameaçados por desafios globais urgentes, como mudanças climáticas, perda de biodiversidade e conflitos. O programa GRIP, ao fornecer uma rede vibrante e interativa de cientistas sociais que colaboram nessas questões, pode construir o conhecimento crítico necessário para identificar e desenvolver esses caminhos ”, disse Mathieu Denis, Diretor de Ciências do ISC.

Mathieu Denis, Diretor Científico do ISC

Imagem por Abdulla Faiz on Unsplash

Ir para o conteúdo