Seja um voluntário

Uma visão para a Plataforma Africana de Ciência Aberta

A visão e estratégia antecipadas da Plataforma de Ciência Aberta da África (AOSP) foi anunciada durante o quarto Fórum de Ciência da África do Sul (SFSA 2018), que aconteceu entre 12 e 14 de dezembro.

A Plataforma Africana de Ciência Aberta é um esforço pan-africano que visa posicionar os cientistas africanos na vanguarda da ciência intensiva de dados, estimulando a interatividade e criando oportunidades através do desenvolvimento de eficiências de escala, a criação de massa crítica através de capacidades compartilhadas, e amplificando o impacto através de uma comunhão de propósito e voz.

A plataforma foi apresentada na SFSA pelo Dr. Khotso Mokhele, co-presidente do conselho consultivo da AOSP e ex-presidente da Fundação Nacional de Pesquisa (NRF), e foi reconhecida pelo Ministro da Ciência e Tecnologia (DST), Ministro Kubayi- Ngubane.

O AOSP foi conceitualizado pela primeira vez durante o Fórum de Ciências de 2015, onde o primeiro Ciência internacional reunião ocorreu (organizada pela InterAcademy Partnership (IAP), The World Academy of Sciences (TWAS) e o International Council for Science (ICSU) e o International Social Science Council (ISSC). ICSU e ISSC fundiram-se em 2018 para formar o International Science Conselho). O encontro de 2015 da Science International levou à publicação de um acordo internacional sobre dados abertos em um mundo de big data. Isso gerou uma conversa que resultou no anúncio do AOSP durante o Fórum de Ciências de 2016.

Nos próximos dois anos, os membros fundadores do AOSP irão operacionalizar a plataforma, que será iniciada durante uma reunião dos membros fundadores e financiadores internacionais em maio de 2019, organizada pelo Dr. Ismail Serageldin, que também atua como co-presidente do AOSP .

Prevê-se que a plataforma completa será lançada em 2020. O DST, NRF, o Conselho Internacional de Ciência, CODADOSe a SA Academy of Science participam ativamente da iniciativa.



Ir para o conteúdo