Seja um voluntário

O Conselho Internacional para a Ciência exorta os Estados Unidos a apoiarem os esforços internacionais para combater as perigosas mudanças climáticas

Após o anúncio dos Estados Unidos hoje de sua intenção de se retirar do Acordo de Paris sobre mudanças climáticas, o Conselho Internacional para a Ciência (ICSU) manifesta sua preocupação com a decisão, alertando que a mudança climática é um problema que só pode ser enfrentado por meio cooperação.

Paris, 1 de junho de 2017 – O Conselho Internacional para a Ciência (ICSU) lamenta a decisão do governo dos Estados Unidos da América de se retirar do Acordo de Paris sobre as alterações climáticas. O Conselho Internacional para a Ciência acredita que os problemas globais só podem ser enfrentados pela cooperação global.

A posição do Conselho é que a política deve ser sempre informada pela melhor ciência disponível. O Acordo de Paris é o resultado de um esforço sem precedentes para construir um acordo internacional. Seu desenvolvimento foi informado por milhares de cientistas, incluindo aqueles que contribuíram para a pesquisa do World Climate Research Programme, o International Geosphere-Biosphere Program (agora parte do Future Earth) e outros programas globais de pesquisa patrocinados pelo International Council for Science and seus parceiros internacionais. Esta pesquisa foi avaliada globalmente pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), que recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 2007.

A ciência mostra que a influência humana no sistema climático está claramente causando um aquecimento inequívoco do sistema climático. Mudanças em eventos climáticos e climáticos extremos, incluindo ondas de calor e eventos extremos de precipitação, se tornarão mais intensos e frequentes. O nível médio global do mar está subindo e ameaça as comunidades costeiras em todo o mundo, incluindo os Estados Unidos. A mudança climática é perigosa e ações para limitar suas consequências são urgentes. As emissões de gases de efeito estufa ameaçam a estabilidade do nosso sistema terrestre, que sustenta a vida e é vital para nossas economias. Como o segundo maior emissor de dióxido de carbono do mundo, os Estados Unidos têm a responsabilidade de trabalhar com o resto do mundo para implementar o acordo.

“Você não pode construir um muro em torno da mudança climática. Não importa o quanto você tente ignorá-lo, esse problema não vai desaparecer. As consequências estão sendo sentidas nos EUA – por meio de clima extremo e aumento do nível do mar e outros impactos. Enfrentar o problema das mudanças climáticas também é do melhor interesse dos EUA”, disse. disse Gordon McBean, Presidente do Conselho.

“O que antes era considerado eventos climáticos extremos agora se tornou a norma. 2016 foi o ano mais quente já registrado. Os maiores problemas globais, como mudanças climáticas, perda de biodiversidade, acidificação dos oceanos, são problemas que transcendem as lentes de curto prazo da política nacional. Eles só podem ser resolvidos se deixarmos de lado nossos interesses nacionais para o bem maior da humanidade, agora e nas próximas gerações”. ele adicionou.

Sobre o Conselho Internacional para a Ciência (ICSU)

O Conselho Internacional para a Ciência (ICSU) é uma organização não governamental com membros globais de órgãos científicos nacionais (122 membros, representando 142 países) e uniões científicas internacionais (31 membros). O ICSU mobiliza o conhecimento e os recursos da comunidade científica internacional para fortalecer a ciência internacional em benefício da sociedade e, por meio de colaborações internacionais de pesquisa, é co-patrocinador dos programas globais de pesquisa: World Climate Research Programme; Terra do Futuro: Pesquisa para Sustentabilidade Global; Pesquisa Integrada sobre Risco de Desastres; Saúde e bem-estar no ambiente urbano em mudança; e Programa de Mudança de Ecossistemas e Sociedade; bem como programas e projetos globais de observação e dados sobre oceano, Antártica, espaço, astronomia e outras áreas científicas.

Contatos de mídia

Denise Young, Chefe de Comunicações, Conselho Internacional para a Ciência (ICSU): Denise@icsu.org

+33 (0) 6 51 15 19 52

Johannes Mengel, Oficial de Comunicações e Editor Online, Conselho Internacional para a Ciência (ICSU): johannes@icsu.org

+ 33 (0) 6 83 65 50 08

Ir para o conteúdo