Seja um voluntário

O Conselho Internacional para a Ciência endossa o acesso aberto ao registro científico; adverte contra o uso indevido de métricas

A Assembleia Geral do Conselho Internacional para a Ciência endossou hoje os princípios de acesso aberto e forneceu recomendações importantes para evitar o uso indevido de métricas na avaliação do desempenho da pesquisa.

Auckland, 2 de setembro – Em uma forte demonstração de apoio ao acesso aberto ao registro científico, a Assembleia, que reúne representantes de 120 academias científicas nacionais e 31 uniões científicas internacionais, votou hoje a favor da declaração que estabelece 5 objetivos-chave para o acesso aberto , e oferece 12 recomendações que pavimentam o caminho para alcançá-los.

“O Acesso Aberto é um mecanismo chave para apoiar o desenvolvimento da ciência e de vital importância para todos os cientistas, jovens e idosos”, disse o Prof. John Ball, que liderou o grupo de trabalho do ICSU que desenvolveu a declaração. “É uma ferramenta poderosa para criar e validar o conhecimento e apoiar a ciência como um bem público, e não como algo realizado a portas fechadas”, acrescentou.

Os cinco objetivos da declaração afirmam que o acesso ao registro científico deve estar livre de barreiras financeiras para qualquer pesquisador contribuir; livre de barreiras financeiras para qualquer usuário acessar imediatamente após a publicação; disponibilizados sem restrição de reutilização para qualquer finalidade, sujeito à devida atribuição; qualidade garantida e publicada em tempo hábil; e arquivados e disponibilizados em perpetuidade.

A declaração também faz doze recomendações para alcançar esses objetivos, incluindo recomendações sobre métricas, afirmando que estas, quando usadas como auxílio à avaliação de pesquisas e pesquisadores, devem ajudar a promover o acesso aberto e a ciência aberta. Também adverte que as métricas devem ser consideradas como um auxílio, e não um substituto, para uma boa tomada de decisão. Normalmente, eles não devem ser usados ​​isoladamente para avaliar o desempenho de pesquisadores, determinar nomeações ou distribuir fundos a indivíduos ou grupos de pesquisa, para os quais a revisão de especialistas é indispensável.

A posição do Conselho leva em consideração a situação específica relacionada aos dados de pesquisa, afirmando que os editores devem exigir que os autores forneçam referências explícitas aos conjuntos de dados subjacentes à pesquisa publicada. Eles também devem exigir garantias claras de que esses conjuntos de dados sejam depositados e disponibilizados em repositórios digitais confiáveis ​​e sustentáveis. A citação de conjuntos de dados em listas de referência usando um formato padrão aceito deve ser considerada a norma.

A declaração também sugere que os termos dos contratos que regem a compra de periódicos e bancos de dados científicos por bibliotecas que atendem universidades e estabelecimentos de pesquisa sejam acessíveis ao público.

O relatório completo está disponível para download.

SOBRE O CONSELHO INTERNACIONAL PARA A CIÊNCIA

O Conselho Internacional para a Ciência (ICSU) é uma organização não governamental com membros globais de órgãos científicos nacionais (121 membros, representando 141 países) e uniões científicas internacionais (31 membros). Mobiliza o conhecimento e os recursos da comunidade científica internacional para fortalecer a ciência internacional em benefício da sociedade.

www.icsu.org

SOBRE O PROF. JOÃO BOLA

Sir John Ball é Professor Sedleiano de Filosofia Natural na Universidade de Oxford. Ele foi o presidente da União Matemática Internacional de 2003 a 06 e é membro do The Queen's College, Oxford. Ele foi educado na Universidade de Cambridge e na Universidade de Sussex, e antes de assumir seu cargo em Oxford foi professor de matemática na Universidade Heriot-Watt, em Edimburgo. Ele também é membro do Conselho Executivo do Conselho Internacional para a Ciência (ICSU).

CONTATOS DE MÍDIA

Johannes Mengel, Oficial de Comunicações, Conselho Internacional para a Ciência johannes.mengel@icsu.org

Ir para o conteúdo