Seja um voluntário

ISC realiza workshop sobre o papel das cidades nos ODS em Nova York

Realizado para coincidir com o Fórum Político de Alto Nível da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável, o evento reuniu cerca de 40 especialistas da academia, uma variedade de organizações de pesquisa, governos locais e nacionais e outros atores urbanos.

O workshop foi projetado para permitir que uma comunidade de interessados ​​– muitos dos quais não têm histórico de colaboração – se conectem e troquem sobre diferentes abordagens para o futuro urbano. Um dos objetivos era também discutir quais padrões emergem da inteligência coletiva reunida na sala e como aproveitar a experiência combinada para desenvolver a colaboração, levando à liderança global na questão urbana.

O workshop foi aberto com uma série de 'provocações' de diferentes participantes destinadas a identificar tensões e desafios que emergem nas cidades de diferentes posições políticas em compromissos nacionais e globais. Representantes da Slum Dwellers International levantaram a questão de como os moradores de favelas se encaixam nos ODS – como eles podem ter certeza de educação, segurança e um ambiente saudável para viver? Fazer a pergunta “com quem trabalhamos para traduzir nosso conhecimento em ação?”

A segunda sessão foi dedicada aos marcos da Política Urbana Nacional e como eles podem ser eficazes na implementação dos ODS. Os participantes também sinalizaram como alguns megaprojetos se orientam para a normalização de certas questões e correm o risco de desestabilizar a participação de baixo para cima, ou como os centros urbanos que atravessam as fronteiras do país correm o risco de serem destruídos quando diferentes políticas urbanas nacionais não estão alinhadas. Megatendências como as mudanças climáticas constituem riscos e oportunidades não apenas para países de baixa e média renda, mas também levantam problemas para economias avançadas.

Em outra sessão, estudos de caso de diferentes cidades ao redor do mundo forneceram uma verificação da realidade, mostrando diferentes abordagens para implementar os ODS em nível local. Os participantes enfatizaram que esses exemplos mostraram a necessidade de mais intercâmbio entre as cidades para permitir o aprendizado e o intercâmbio.

Resumindo o evento, Sue Parnell enfatizou a importância das parcerias, dizendo que a revolução urbana exigirá mais de uma mente – a colaboração entre diferentes cidades, entre diferentes partes interessadas e entre cidades e partes interessadas é necessária para permitir um melhor aprendizado e planejamento. Ela também enfatizou que a oficina deixou bem clara a complexidade da questão urbana, pois não existe um processo único, um resultado único, uma cidade única. No entanto, a oficina também deixou claro que uma conversa em torno do objeto das cidades era possível mesmo sem uma definição clara das cidades.

Por fim, ela enfatizou a necessidade de que essa comunidade aprenda a advogar por esse tipo de conhecimento nas esferas políticas, o que, por sua vez, exige um conjunto de prioridades claras – uma tarefa difícil dada a complexidade das cidades, mas imperativa para levantar a questão da futuro urbano para o nível nacional, onde é mais necessário.

Ir para o conteúdo