Seja um voluntário

Saths Cooper

Bolsista da Fundação ISC (junho de 2022)

Envolvimento no ISC

  • Ex-Membro Ordinário do Conselho de Administração do ISC (2018-2021)
  • Membro do Comité Permanente para a Liberdade e Responsabilidade na Ciência (2022-2025)

BACKGROUND

Um colaborador próximo do falecido Steve Biko, Cooper desempenhou papéis de liderança na luta anti-apartheid no final dos anos 1960, bem como no advento da democracia na África do Sul (SA) a partir do início dos anos 1990. Proibido e preso em casa e preso por 9 anos – passando 5 no mesmo bloco de celas de Robben Island que Nelson Mandela – ele foi declarado 'vítima de graves violações de direitos humanos' pela Comissão de Verdade e Reconciliação da SA. Ele é graduado pelas Universidades de SA, Witwatersrand e Boston, onde obteve seu PhD em Psicologia Clínica/Comunitária como Fulbright Fellow.

O primeiro presidente negro do Conselho Profissional regulamentar de Psicologia no Conselho de Profissões de Saúde de SA, Cooper foi o primeiro vice-presidente não médico/odontológico deste último. Ele foi Vice-Chanceler da Universidade de Durban-Westville, foi Vice-Presidente de Informação e Comunicações do ISSC e presidiu o Conselho do SA ICSU. Membro das sociedades psicológicas SA, indianas, britânicas e irlandesas e ganhador de muitas citações e prêmios internacionais, ele ocupa cargos de professor nas Universidades de Pretória e Stellenbosch. ele é um membro do Comitê de Liberdade e Responsabilidade na Ciência (CFRS) do ISC, ex-presidente da União Internacional de Ciências Psicológicas (IUPsyS) e presidente fundador da União Pan-Africana de Psicologia.


Esta página foi atualizada em maio de 2024.

Ir para o conteúdo