O caso da reforma da publicação científica

Este oportuno documento de discussão estabelece prioridades para a reforma na publicação científica proposta pelo Conselho Científico Internacional.

O caso da reforma da publicação científica

Em 2019, logo após a criação do Conselho Científico Internacional, os seus membros, principalmente uniões e associações científicas internacionais, organizações científicas nacionais e regionais, incluindo Academias e Conselhos de Investigação, e Federações e Sociedades internacionais, foram convidados a identificar o que consideravam ser o questões contemporâneas mais importantes para a ciência.

Entre as questões identificadas estava o futuro da publicação científica e, em 2021, um conjunto de princípios de publicação foi endossado pelos membros do ISC em sua Assembleia Geral. Após o endosso, um relatório internacional Comitê de direção foi criado para ajudar a identificar as ações necessárias para concretizar esses princípios. A série de estudos foram realizados para identificar maneiras pelas quais as barreiras à realização poderiam ser superadas, e modelos de negócios, tecnologias e procedimentos foram examinados para facilitar isso.

O caso da reforma da publicação científica, representa o culminar desta fase de trabalho, definindo prioridades de reforma para o ISC. O documento de discussão do Conselho Científico Internacional explora o papel vital da publicação na rede global de ideias e informações científicas. Aborda as deficiências do sistema actual sob vários ângulos e propõe uma visão transformadora para o futuro.

À medida que nos encontramos à beira de uma nova era de ciência aberta alimentada pelos avanços digitais, este relatório examina criticamente a forma como a indústria da publicação científica ainda não abraçou plenamente o potencial da revolução digital. Desde a melhoria do processo de revisão por pares até a garantia do acesso aberto a artigos científicos, o ISC estabelece um roteiro abrangente para a reforma, destacando a necessidade urgente de mudar de uma cultura de “publicar ou perecer” para uma que valorize as diversas contribuições para a ciência e priorize a disseminação global. do conhecimento como um bem público.

Houve grandes mudanças no cenário editorial nas últimas décadas, com mais mudanças no horizonte. No entanto, a ampla base de membros do ISC concordará que a publicação científica ainda é o principal modo de comunicação de resultados científicos e a base da revisão por pares desses resultados. Como parte do esforço do ISC para mapear o cenário atual e potencial futuro do sistema científico, temos o prazer de apresentar estes relatórios sobre publicação científica.

Papel Um descreve oito princípios-chave que esperamos que sejam usados ​​para traçar o curso da publicação em um cenário científico turbulento. 

Papel Dois, The Case for Reform of Scientific Publishing, apresenta uma narrativa de uma possível reforma do sistema de publicação científica. Esperamos que os membros do ISC usem este documento como um catalisador para apresentar seus próprios pontos de vista, tanto como indivíduos quanto como organizações membros, e para destacar ao ISC a melhor forma de apoiar os membros nesta jornada. 

Esses princípios, endossados ​​pela primeira vez pelos membros do ISC em sua Assembleia Geral em 2021, e o documento de discussão mais recente, são um crédito ao trabalho do comitê diretor do projeto Future of Publishing do ISC, liderado pelo membro do conselho e membro do conselho do ISC, Geoffrey Boulton. Eles são um exemplo de como os membros do ISC podem se unir em torno de questões de importância crítica que servem de trampolim para as discussões. em ação para a comunidade científica mais ampla.

Convidamos as organizações membros do ISC e a comunidade científica em geral a compartilhar suas opiniões sobre o futuro da publicação e quaisquer recomendações de ação do ISC, por meio da pesquisa abaixo.

Salvatore Arico, CEO

O caso da reforma da publicação científica

Este documento de discussão foi desenvolvido pelo Conselho Científico Internacional como parte do projeto Futuro da Publicação do Conselho e é um complemento do artigo “Princípios Chave para Publicação Científica”.


Geoffrey Boulton

Membro do Conselho de Administração do ISC, Bolsista ISCe Presidente do projeto Futuro da Publicação Científica

“O avanço do conhecimento como um bem público global tornou-se essencial, não apenas pelo seu valor cultural intrínseco, mas cada vez mais como indispensável na identificação e abordagem dos múltiplos problemas que as nossas sociedades e o planeta enfrentam e pelas oportunidades que oferece. Este documento de discussão representa o resultado do trabalho do Grupo Diretor do Futuro da Publicação Científica do ISC após a aprovação dos Oito Princípios pela Assembleia Geral. Analisa se, e como, as atuais práticas de publicação ficam aquém dos Oito Princípios do ISC e da sua visão da ciência como um bem público global, e sugere possíveis caminhos de abordagem que uma fase subsequente de ação pode adotar. A opinião do ISC é que este bem público vital não é bem servido pelos sistemas actuais e que a reforma é uma prioridade vital. São objectivos ambiciosos, mas que respondem às necessidades dos tempos.

Convidamos a comunidade do ISC a contribuir com suas ideias e opiniões para os objetivos, respondendo à breve pesquisa de feedback sobre os Artigos Um e Dois”.

➡️ Saiba Mais "Traçando o Futuro da Ciência: Reformando a publicação científica para uma nova era de conhecimento aberto"

Dominque Babini

Conselheiro de Ciência Aberta do Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais (CLACSO), membro do Comitê Diretor do projeto Future of Publishing e Fellow do ISC

“A voz das ciências sociais é crítica para o futuro da publicação. Para o CLACSO, Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais, é uma rica experiência participar do Projeto ISC sobre o futuro das publicações científicas e na parceria ISC-GYA-IAP em avaliação de pesquisa

Em ambos os projetos, dá à CLACSO a oportunidade de compartilhar a experiência latino-americana de duas décadas de iniciativas lideradas por acadêmicos e sem fins lucrativos para proporcionar visibilidade e acesso aberto, sem taxas para leitores e autores, com o objetivo de promover a equidade, a bibliodiversidade e multilinguismo nas comunicações acadêmicas. Contrasta esta abordagem com o impacto negativo nas regiões em desenvolvimento do aumento da comercialização de publicações científicas internacionais e dos seus indicadores de avaliação da investigação.

Encorajo particularmente especialistas de regiões em desenvolvimento, que fazem parte da rede ISC, a participarem nas chamadas de envolvimento do ISC para garantir que as vozes globais sejam ouvidas sobre estes tópicos importantes”.


Participe do diálogo, responda à pesquisa

Esta pesquisa permanecerá aberta até 1 Março de 2024. Nós encorajamos todos Membros ISC e a comunidade em geral a responder. Encorajamos você a levantar as questões contidas neste documento de discussão com suas comunidades e oferecer, se possível, uma resposta para toda a organização ou dirigida pela comunidade. Você pode responder às perguntas da pesquisa on-line ou pode preferir enviar suas respostas por meio da seção “carregar arquivo” da pesquisa abaixo.

Contato: Megha Sul, Oficial Científico Sênior: megaha.sud@council.science

Clique ou arraste um arquivo para esta área para fazer upload.

Newsletter

Mantenha-se atualizado com nossos boletins

Inscreva-se no ISC Monthly para receber as principais atualizações do ISC e da comunidade científica em geral e confira nossos boletins de nicho mais especializados sobre Ciência Aberta, Ciência na ONU e muito mais.

Ir para o conteúdo