Urbanização

A força rápida da urbanização é um poderoso catalisador para avançar em todos os três aspectos de uma transição para o desenvolvimento sustentável – social, econômico e ambiental – conforme estabelecido na Agenda 2030 sobre Desenvolvimento Sustentável.

Urbanização verde

Habitat III

Na Conferência Habitat III da ONU, ICSU (nossa organização predecessora) desempenhou um papel de convocação da comunidade científica e de plataforma de engajamento. Com seus programas co-patrocinados, defendeu um forte papel da ciência na Nova Agenda Urbana, o documento final da conferência, que por sua vez deve apoiar a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 11 nas cidades.

A contribuição da comunidade científica é vital para apoiar os desafios técnicos, de design, institucionais e de governança enfrentados por vilas e cidades individuais e pelo sistema global de cidades. A ciência também é fundamental para entender a vida nos ecossistemas urbanos e o impacto das cidades nas futuras mudanças ambientais globais.

O Habitat III, que ocorreu em Quito, Equador, de 17 a 20 de outubro, foi o mais inclusivo de todos os processos-quadro da ONU até o momento, fornecendo vários pontos de entrada para o envolvimento da sociedade civil. A mais proeminente delas foi a Assembleia Geral de Sócios (GAP). O GAP estava aberto a praticamente qualquer organização, indivíduo ou grupo de partes interessadas com interesse em urbanização sustentável. Seus membros variam de formuladores de políticas de cidades individuais a grupos organizados – semelhantes ao sistema de Grandes Grupos nas Nações Unidas – de mulheres, profissionais e acadêmicos, povos indígenas, fundações, parlamentares, agricultores, crianças e mídia, bem como empresas e sindicatos . O ICSU participou ativamente do processo, alimentando o conhecimento de sua comunidade científica.

Em julho de 2016, o ICSU, juntamente com a Organização Mundial da Saúde, os governos de Gana e Noruega, o Instituto Universitário de Saúde Global das Nações Unidas e a Sociedade Internacional de Saúde Urbana, convocou uma reunião de especialistas para coordenar a contribuição da comunidade para o Novo Agenda Urbana. A reunião resultou em uma proposta de linguagem que foi finalmente incluída na Nova Agenda Urbana, e um relatório sobre “Saúde como o pulso da Nova Agenda Urbana”, que delineia conexões críticas entre saúde e políticas urbanas e servirá como base para ações futuras pelo programa Urban Health and Wellbeing do ICSU.

Um componente-chave do trabalho coordenado pelo ICSU e Future Earth for Habitat III está relacionado à necessidade identificada de uma plataforma global de conhecimento a surgir na fase de implementação da Nova Agenda Urbana.

A necessidade de orientação sistemática, prática e baseada em evidências para tomadores de decisão públicos e privados nacionais, regionais e locais sobre desenvolvimento urbano sustentável cresceu dramaticamente na sequência de vários acordos globais importantes que enfatizam a importância das cidades e da urbanização.

Como parte de sua missão de advocacia científica e engajamento de partes interessadas, o ICSU fez parceria com a Future Earth e a University of Applied Sciences em Potsdam na concepção e execução de uma plataforma de intercâmbio de conhecimento na Habitat III chamada Habitat X Change. Um total de 17 eventos foram realizados no espaço, desde diálogos sobre políticas científicas, o lançamento da Rede de Ação do Conhecimento da Terra do Futuro até eventos co-organizados com grupos de partes interessadas da cidade, como C40, OMS e CGLU.


Saúde como Pulso da Nova Agenda Urbana

Conferência das Nações Unidas sobre Habitação e Desenvolvimento Urbano Sustentável,
Quito – outubro de 2016


Cenas do Habitat X Change, um espaço colaborativo para conectar ciência, visualização e design para o futuro das cidades na cúpula Habitat III da ONU. Uma colaboração entre o Conselho Internacional para a Ciência (ICSU), a Universidade de Ciências Aplicadas de Potsdam e a Terra do Futuro. Foto: Johannes Mengel/ICSU


Mudança de Habitat X

Em parceria com a Future Earth e o Urban Complexity Lab da University of Applied Sciences em Potsdam, Alemanha, o ICSU desenvolveu um espaço customizado na conferência Habitat III em Quito, Equador – Habitat X Change. O espaço ofereceu eventos e networking em torno da ciência, urbanização e visualização de dados. Os três parceiros juntos definiram um propósito compartilhado, que se traduziu em uma identidade visual para um espaço comum, canais de mídia social, atividades, eventos e produtos. Isso levou a um programa de 17 eventos focados em ciência-política e visualização ao longo de seis dias.

Na trilha do ICSU Cidades e Ciência, o programa Urban Health and Wellbeing coordenou um evento sobre cidades saudáveis. Os outros dois eventos foram sobre o nexo ciência-política-prática, incluindo um desenvolvido em parceria com o C40 Cities Climate Leadership Group.

O Habitat X Change também contou com uma instalação construída pela Universidade de Ciências Aplicadas, Potsdam, que exibiu várias visualizações de dados em três cidades diferentes: Cidade do Cabo, Bogotá e Cingapura, permitindo que os visitantes descobrissem as diferentes maneiras pelas quais essas cidades estão se desenvolvendo.


Implementação da Nova Agenda Urbana

O ISC e seus parceiros científicos continuarão a desempenhar um papel na implementação da Nova Agenda Urbana. Os principais marcos em 2017-18 são:


Leia também

Compartilhar

Ir para o conteúdo